Feeds Ricardo Amorim Facebook Ricardo Amorim Twitter Ricardo Amorim Linkedin Ricardo Amorim Youtube Ricardo Amorim

Palestra de Ricardo Amorim sobre Petrobras

postado em Assista a um trecho de palestra | Vídeos


11/2014

Falconi

 

 
 





    Walmir disse:
    8 de janeiro de 2015 às 22:13

    Qual a relação do Eike com a construção da plataformas da Petrobras? Nenhuma…



    Mauro Elias disse:
    8 de janeiro de 2015 às 23:41

    Caro Ricardo,
    Gosto de seus comentários. Conheci você no Manhattan Connection. Porém tenho convicção que os problemas da Petrobrás pouco ou quase nada tem a ver com preços que ela paga lá fora por gasolina (gasolina de verdade) e o lixo que vendem no Brasil com 27,5% de álcool. A petrolífera brasileira sempre comprou gasolina bem mais barata que o lixo vendido aqui. Quando o petroleo estava a US$ 110 / barril, o preço do lixo vendido aqui era R$ 2,79/l. Hoje com o petroleo a US$ 47/barril, ela vende o lixo aqui a R$ 3,00/l enquanto nos Estados Unidos gasolina de verdade custa US$ 1,87 o galão, que deve dar aproximadamente R$ 1,40/l.
    O problema da Petrobras sempre foi de má gestão, já dizia na década de 1980 o ótimo Senador Roberto Campos. Ah se ele tivesse vivido para ver a Petrobrás versão petralhas!!!



    Luiz Aguiar disse:
    13 de fevereiro de 2015 às 23:11

    Showww



    Bruno Patheco disse:
    17 de agosto de 2015 às 17:07

    Ricardo, gosto muito da sua visão de mercado e do mundo, mais se hoje a Petrobras esta nessa crise é sim devido aos nossos governantes. Como diz o nosso amigo Mauro no comentário acima, o problema da Petrobras sempre foi a má gestão. Infelizmente!

    Abraços!



    GeraldoJr disse:
    10 de julho de 2017 às 13:18

    Ainda bem Bruno Patheco e Ricardo, que vocês estão vivos para verem a Petrobras na visão Pato Amarelo Quadrilheiro. A Petrobras sempre foi empresa de economia mista. Privatizou o lucro e ninguém reclamou. Nem hoje os tais “investidores” reclamam. Sabe porquê? Ninguém nenhum deles quer deixar de ganhar ilicitamente, pagar a conta das pesquisas, da fiscalização e obediência às leis.



Deixe seu comentário