Feeds Ricardo Amorim Facebook Ricardo Amorim Twitter Ricardo Amorim Linkedin Ricardo Amorim Youtube Ricardo Amorim

Consultor Ricardo Amorim ressalta em palestra diferentes perspectivas a curto e longo prazos.

postado em Entrevistas


Portal FAE

23/09/2011

 

Impacto da alta do dólar no Brasil é temporário, diz Ricardo Amorim.


Economista prevê situação ruim para a bolsa brasileira nos próximos meses, mas um bom desempenho nos próximos anos, quando o dólar deve voltar a cair.

A tendência é que o valor do dólar cresça nos próximos meses e que prejudique a bolsa brasileira. A perspectiva para os próximos anos, entretanto, é positiva para o Brasil. A previsão é do economista Ricardo Amorim – que conversou com Blog da Pós-Graduação da FAE, nesta quinta-feira (22), durante a 11º Feira de Gestão. Segundo ele, a mesma alta do dólar aconteceu durante um pico agudo de crise econômica americana, antes de desabar. “Quando houve uma crise forte, em 2008, ele subiu em uma faixa parecida e voltou a cair”, ressalta.

 

O economista prevê uma situação delicada para a bolsa brasileira nestes próximos meses, devido à alta da moeda americana. “Como a situação da Europa deve piorar nos próximos meses, vai levando o dólar a subir mais – e eu acredito que isso vai ter um impacto negativo na nossa bolsa”, explica. O economista ressalva que, com a diminuição do dólar em longo prazo, a Ibovespa volta a ter um bom desempenho nos próximos anos.

 

De acordo com Amorim, a bolsa brasileira demorou a cair porque o País foi o primeiro a derrubar a taxa de juros, levando o governo a impor medidas restritivas a países que passam por desvalorização de moeda, e porque está compensando a performance ruim que teve anteriormente. “Isso está fazendo com que haja um descolamento do desempenho da bolsa americana”, salienta. Contudo, de acordo com economista, as medidas não devem sustentar esse “descolamento” por muito tempo e a tendência é que a Ibovespa continue em queda livre.

 

Quem já havia programado viagem de fim de ano aos Estados Unidos será prejudicado, pois o passeio, de fato, sairá mais caro nos próximos meses. Opostamente, o euro recebe o impacto inverso e os países europeus passam a ser opções turísticas nesta época.

 

Por que o dólar aumentou?

Ricardo acredita que alta do dólar se deva ao cenário econômico mundial, que está ruim – em especial a economia dos países europeus. “A razão é a má situação da Europa, que faz com que os Estados Unidos pareçam em melhor condições e leva a uma forte compra de dólares”. Os investidores, segundo ele, acabam tirando o dinheiro de bancos europeus e investindo na moeda americana – o que, na lei da oferta e procura, faz com que o dólar seja valorizado. Para o economista, a moeda americana deve atingir ou superar o valor de R$ 2,00.

 

 





    Tania Beauclair disse:
    29 de maio de 2013 às 20:53

    Excelente .



Deixe seu comentário