Feeds Ricardo Amorim Facebook Ricardo Amorim Twitter Ricardo Amorim Linkedin Ricardo Amorim Youtube Ricardo Amorim

Eleições americanas: Obama x Romney.

postado em Entrevistas


Portal G1

11/2012

 
 

Ricardo Amorim: “Sandy tirou de Obama o que ele tem de melhor, que é o lado humano”
Caio Blinder, Diogo Mainardi, Lucas Mendes e Ricardo Amorim discutem sobre os pontos altos e baixos dos dois principais candidatos na disputa americana.

 

A vitamina republicana para derrotar Obama é lembrar a economia anêmica, sem molho. Na receita democrata, nada é mais nutritivo do que o vigor de latinos, negros, jovens e mulheres solteiras para votar e deixar no poder o conhecido arroz com feijão. E vence quem tiver a melhor combinação de ingredientes.
 
Nos quatro anos de Obama, a bolsa subiu 29%, o preço dos imóveis deu o maior salto desde 2005. A confiança no consumidor está no nível mais alto dos últimos quatro anos e meio.
 
Segundo Ricardo Amorim, para não acreditar em Romney, é preciso jogar no lixo o sonho americano e achar que os EUA estão condenados a um desempenho medíocre. Ele explica que o preço dos imóveis subiu porque estava no nível mais baixo da história. Já a bolsa subiu 29% porque ela tinha caído 55% um pouco antes de Obama tomar posse. “Na média, os americanos estão 20% mais pobres do que eram há cinco anos”, afirma Ricardo.
 
Caio Blinder destaca que, se fosse só a economia que decidisse, Romney já estaria eleito, mas não é. “Essa foi a boa jogada de Obama. Existe uma discussão muito mais ampla no país sobre o papel do Estado na economia – até que ponto o Estado deve proteger os setores da sociedade. O Estado vai proteger melhor a sociedade. E as mulheres são mais sensíveis a essa mensagem de inclusão. De trazer minorias, como latinos, jovens e gays. Obama desviou a conversa. Trouxe outra agenda diferente da agenda dele de 2008. E isso explica o país dividido”.
 
Diogo Mainardi afirma que a maioria branca vai decidir as eleições. “Se muitos brancos forem votar, o Romney ganha. E se poucos brancos forem votar, o Obama ganha”, diz Mainardi.
 
Sobre o impacto político da tempestade Sandy, pesquisas mostram que Obama teve uma alavancada. “Sandy tirou de Obama o que ele tem de melhor, que é o lado humano. Nas imagens, ele está verdadeiramente tocado. E isso tem um peso grande”, diz Ricardo Amorim. Ele acredita que o Brasil, a América Latina, a Europa e o mundo são a favor de Obama. Ricardo brinca que haverá mais chineses a favor de Obama do que a favor dos partidos da China.

 





    Paulo César Rebello disse:
    9 de novembro de 2012 às 2:14

    Concordo com o Ricardo Amorim. Os republicanos sempre passam um ar de arrogância, falta de sentimentos e pensamentos bélicos que preocupam o Mundo! Valeu Obama!!!



Deixe seu comentário