Feeds Ricardo Amorim Facebook Ricardo Amorim Twitter Ricardo Amorim Linkedin Ricardo Amorim Youtube Ricardo Amorim

Entrevista de Ricardo Amorim ao Diário do Amazonas: o que levar em consideração para investir em imóveis?

postado em Entrevistas


Diário do Amazonas
07/2012

 
Retorno é condicionado às perspectivas do futuro.
 
Economista e apresentador do programa de TV a cabo ‘Manhattan Connection’, Ricardo Amorim, que esteve em Manaus para dar uma palestra sobre imóveis a convite da Construtora Direcional, esclareceu algumas dúvidas para quem está pensando em comprar um imóvel como investimento.
 
Segundo ele, é impossível determinar qual será a rentabilidade de um investimento imobiliário porque isto dependerá da evolução do preço e cada imóvel no futuro.
“O que dá para saber é que a rentabilidade total do investimento virá da renda que ele gerará, como aluguéis, mais a valorização ou desvalorização do imóvel ao longo do tempo”, salientou.
 
Antes de tudo, conforme Amorim, o critério para definir se qualquer investimento é bom ou ruim sempre deve ser as perspectivas futuras e nunca o desempenho passado. “Baseado na forte elevação dos preços dos imóveis no Brasil nos últimos anos, muitos concluem que os preços estão altos. No entanto, tendo uma visão mais abrangente e, ao contrário do que a maioria acredita, os preços dos imóveis no Brasil não são mais altos do que na maior parte do mundo, pelo contrário”, afirmou.
 
Na sua avaliação, os preços subiram muito no Brasil nos últimos anos porque eram absurdamente baixos em comparação com o resto do mundo, devido à quase total falta de crédito no País, que limitava a procura. À medida que o crédito começou a se expandir e as taxas de juros a caírem, a procura aumentou e os preços subiram, explicou.
 
“Além da expansão do crédito, que impulsionará o setor em todo o Brasil, no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, regiões que crescem mais do que o restante do País e onde o déficit habitacional é proporcionalmente maior, a busca por imóveis deve crescer em ritmo mais acelerado, o que favorece um desempenho mais robusto do setor imobiliário. Manaus é uma das cidades onde este efeito deve ser mais significativo”, completou.
 
Clique aqui para ler a matéria na íntegra.
 





Deixe seu comentário