Feeds Ricardo Amorim Facebook Ricardo Amorim Twitter Ricardo Amorim Linkedin Ricardo Amorim Youtube Ricardo Amorim

Ricardo Amorim alerta para risco de nova recessão nos EUA.

postado em Entrevistas


Por: Giulia Santos Camillo
17/09/10
InfoMoney

“Probabilidade de double-dip é maior do que o mercado acredita” – Ricardo Amorim, Ricam Consultoria

“De fato [o double-dip] é algo que me preocupa bastante, pois eu acredito que haja uma probabilidade significativamente maior de haver uma nova recessão nos Estados Unidos do que o que os mercados hoje acreditam. Se isso se tornar realidade, os mercados vão ter que reprecificar isso – e aí vai haver novas quedas nas bolsas, inclusive aqui.

Se fosse só pelos fundamentos da economia nacional, eu diria que a bolsa brasileira está até barata. Mas o Brasil não é uma ilha, ele está inserido em um contexto maior. E eu diria que nesse contexto há três pontos que preocupam. Por ordem crescente de importância: primeiro a China, que está desacelerando, o que terá um impacto na demanda por commodities e pode prejudicar a bolsa brasileira, já que há um peso grande de empresas exportadoras de commodities. É um problema preocupante, mas, como eu falei, é o menor dos três.

Segundo, a situação de vários países europeus não está resolvida. O risco de calote em países como Irlanda, Grécia, Portugal, Espanha e até mesmo Itália não está afastado. Esse é, na minha opinião, o problema mais sério. Mas ele não deve afetar tanto neste ano – é mais provável que ele apareça mais para frente.

O mais sério nesse ano é o mercado de trabalho dos Estados Unidos, que continua ruim. Você vê que os efeitos dos estímulos fiscal e monetário estão parando, o desemprego está aumentando, a população está endividada e sem crédito. Com isso não tem como o consumo aumentar. Então, o resumo da ópera é que a probabilidade de haver uma nova rodada recessiva nos Estados Unidos me parece significativamente alta e isso vai forçar uma reprecificação também no mercado doméstico.” 

Leia matéria completa aqui.





Deixe seu comentário