Feeds Ricardo Amorim Facebook Ricardo Amorim Twitter Ricardo Amorim Linkedin Ricardo Amorim Youtube Ricardo Amorim

Vencedores de Prêmio Nobel

postado em Infográficos e Imagens


04/2014

Por Ricam Consultoria

 

[RICAM] Premio Nobel





    GEORGE Carvalho disse:
    23 de abril de 2014 às 21:29

    Normal, como o país nunca teve uma política voltada para educação, não podia esperar que alguém recebesse um Premio Nobel ! ! !



    Ivo Fernandes Dutra disse:
    24 de abril de 2014 às 8:04

    Ou será com o premio Nobel? O da Colômbia foi para o Gabriel Garcia Marques, merecido. Quantos escritores brasileiros temos que mereciam o premio? Pois é.



    Alexandre Masotti disse:
    24 de abril de 2014 às 10:00

    Mas não ganhamos nenhum por conta de uma grande injustiça histórica. O físico Cesare Lattes comprovou experimentalmente a existência do méson pi (uma partícula subatômica), contudo o prêmio foi para o britânico Cecil Powell.

    Isso sem falar em Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado, Carlos Chagas, Celso Furtado, entre outros cotados para o prêmio.



    Célia Regina Cesário de Melo Malheiro disse:
    24 de abril de 2014 às 10:40

    Atualmente, o Brasil carrega todo o peso da precariedade das gestões governamentais. O que falta ao país é, sem dúvida o amor à pátria, única justificativa para o acúmulo de críticas ao país. O Brasil é um país promissor que permite amplo desenvolvimento em quaisquer seguimentos que lhe proporcione o progresso. O amor à pátria deve ser desenvolvido nas escolas, incentivado através da educação moral e cívica. O amor à pátria jamais pode ser descartado, sendo ele o fator primordial para a sua defesa. Se não há amor, não há interesse; sem interesse se esvaem as oportunidades. Errado não é o país. O erro está na falta de amor dos brasileiros que compõe a sociedade em todas as suas classes. Falta de amor, de ética, de moral,e de civismo.



    Maria Helena F. Cunha disse:
    24 de abril de 2014 às 12:36

    Um país onde a educação não é prioridade e tenta se manter com falsos ídolos…Nossa literatura na atualidade é comercial, de fácil digestão, descartável…Saudades de um Machado de Assis…



    Pedro Rocha disse:
    24 de abril de 2014 às 12:42

    Sensacional constatação, algo sobre o que não havia pensado ainda. Ficaria muito satisfeito se o nobre Ricardo Amorim pudesse discorrer sobre sua opinião e dessa forma nos auxiliar, simples mortais, a elaborara nossa. Parabéns pelo belo trabalho.



    Robson Cruz disse:
    24 de abril de 2014 às 18:36

    Povo sem educação, universidades de fundação tardia, isolacionismo linguístico.



    Sergio Fernandes Baltoré disse:
    24 de abril de 2014 às 19:40

    Quando lançarem o Nobel de corrupção e má aplicação dos impostos pagos pelo contribuinte, o Brasil ganhará. Juro que se pudesse iria embora do Brasil. Abs.



    Armand Nellesbehm disse:
    24 de abril de 2014 às 22:34

    Nada… só burrice, corrupção e incompetência. Infelizmente, não existe premiação para isso, senão, o Brasil levaria a palma todo ano…



    Talita Batista disse:
    25 de abril de 2014 às 10:03

    Apesar de não termos sido contemplados com o Prêmio Nobel, tivemos, em várias áreas do conhecimento pessoas dignas de recebê-lo. Pode ser influência de um jogo político do qual o Brasil fica descartado, por não ter essa moeda de troca.



    Marlene Schaarschmidt disse:
    25 de abril de 2014 às 20:27

    O grande problema brasileiro está ligado as más políticas voltadas à Educação. Simplesmente são poucos políticos que tentaram dar apoio aos professores mal remunerados e escolas sucateadas e sem infra-estrutura para alavancar o Ensino das nossas crianças, que serão o futuro mal resolvido do nosso País.



    Paulo Roberto Gobo disse:
    26 de abril de 2014 às 0:59

    Com uma Academia de Letras que abriga Robertos Marinhos e Paulos Coelhos, o Nobel de Literatura fica difícil… Com a falta de incentivo, tanto governamental quanto da iniciativa privada, para a pesquisa nas mais diversas áreas, nem podemos reclamar da falta de Nobeis em Química, Física, Medicina… Com a violência generalizada no Brasil, instalada até mesmo “Em Família”, Nardonis… Bernardos…, como reclamar Nobel da Paz? Aliás, que dizer da Economia brasileira, na defesa de um Prêmio Nobel de Economia? Dá para dar crédito a um país onde se premia “Show das Poderosas” em detrimento da boa MPB? O Nobel é um prêmio sério. Esta é só a minha opinião.



    Flai Brito disse:
    26 de abril de 2014 às 12:16

    Jorge Amado, Graciliano Ramos, Carlos Drummond e tantos outros de alto nível foram injustiçados. Tomara que no futuro alguém consiga obter um desses prêmios. Capacidade existe sim, talvez a política, isto é, as negociações e acordos no setor acadêmico não esteja funcionando tão bem como em outros países e, como alguém mencionou acima, o isolacionismo linguístico dificulte.



    Caros Eduardo disse:
    26 de abril de 2014 às 16:18

    A Talita disse tudo! Esta academia boicota o Brasil



    SIDNEY JORGE DOS SANTOS disse:
    27 de abril de 2014 às 9:58

    Assim que nos livrar-nos dos parasitas governamentais, sendo que assim teremos todos os meios para sermos reconhecidos com a premiação do Nobel, pois sem o devido apoio em termos de Educação, será impossível.



    Ricardo Soares Muniz disse:
    28 de abril de 2014 às 18:23

    O Brasil perde sua identidade enquanto a ganância predominar em nossa política. Uma ganância desnecessária custeada pela imposição de altos impostos e taxas.
    Se pelo menos eles não mexessem na parte da Educação já teria solução a longo prazo. ATÉ LÁ O BRASIL O BRASIL ESTARÁ FADADO A IMPOSIÇÃO DE UM NOVO GOLPE MILITAR OU DOS COMUNISTAS.



    Otávio Maia disse:
    28 de abril de 2014 às 18:31

    Se Deus é brasileiro, ele terceirizou o Brasil para o Capeta!



    gilmar disse:
    30 de abril de 2014 às 10:28

    Um dos prêmios atribuídos ao México, um dos atribuídos à Argentina e o prêmio atribuido à Venezuela, foram recebidos por pessoas nascidas nesses países, mas que estudaram e pesquisaram em universidades americanas ou inglesas….

    Como isso foi um critério válido para eles, então, temos um prêmio também, o de 1960 em medicina, que foi recebido por um brasileiro que vivia na Inglaterra.



    1 de maio de 2014 às 15:39

    O principal problema do Brasil está na sua base, mas que base é esta? É simples de responder, é base da educação. Enquanto os nossos governantes não investirem em educação o Brasil vai continuar patinando na educação. Lembro-me quando eu estava fazendo o vestibular o nosso professor de geografia comentou sobre a Coreia do Sul. Ele falou que o governo coreano estava investindo maciçamente na educação e hoje nós estamos vendo o desenvolvimento da Coreia do Sul. Mas os nossos governantes só pensam usar o erário indevidamente, e muitas vezes em proveito próprio. A única coisa que este governo comunista do PT sabe fazer é investir em Bolsas Misérias, para distribuir aos pobres coitados, com um único objetivo que é aumentar o seu curral eleitoral!!



Deixe seu comentário