Entrevista de Ricardo Amorim sobre como momentos de crise como o atual geram ótimas oportunidades para investimentos de longo prazo

07/2015

Fundação Itaú Unibanco

 

RH+116_resize

 

Quais os princípios básicos para um bom planejamento financeiro (pessoa física) em meio à atual situação da economia brasileira?

 
Em primeiro lugar, não se deixar levar pelas emoções. Nossa tendência natural é ficar pessimista com relação aos investimentos quando a situação econômica está difícil e otimista quando ela está favorável. O problema é que o pessimismo no primeiro caso e o otimismo no segundo já estão embutidos nos preços dos ativos. Por consequência, os preços de ativos de risco, como ações e imóveis, ficam baratos no auge do pessimismo, permitindo retornos bem mais altos que os normais nos períodos seguintes. Por exemplo, após o grande pessimismo dos mercados com a eleição de Lula em outubro de 2002, o Ibovespa teve uma alta de cerca de 800% nos 5 anos e meio seguintes. Após a crise financeira global em outubro de 2008, o Ibovespa subiu mais de 100% em menos de um ano.
 
Diante do cenário esperado para a economia brasileira, a previdência complementar continua sendo um bom investimento? Por quê?
 
Quanto piores estiverem as contas públicas, mais importante a previdência complementar se torna porque a chance de que a aposentadoria oficial seja postergada ou tenha seus valores diminuídos aumenta.
 
Quais as perspectivas para quem investe em previdência complementar?
 
Hoje, em função dos baixos preços dos ativos no Brasil devido à crise econômica, a probabilidade de bons retornos nos próximos anos é bastante grande.
 
É hora de ser mais ou menos conservador?
 
Warren Buffett, o mais bem sucedido investidor do mundo, define isto com precisão milimétrica. Quanto mais ousada a maioria dos investidores está sendo, mais conservadores devemos ser. Por outro lado, quando mais conservadores eles estão sendo, como agora, mais ousados nós devemos ser.
 
Quais as vantagens que esse investimento traz para seus participantes?
 
Segurança de ter os recursos que precisa quando se aposentar.
 
Quando se deve começar a investir em previdência complementar?
 
Ontem. Quanto antes melhor. Quanto antes começar, menos terá de poupar para garantir uma boa renda na aposentadoria.
 
Ricardo Amorim é apresentador do Manhattan Connection da Globonews, colunista da revista IstoÉ, presidente da Ricam Consultoria, único brasileiro na lista dos melhores e mais importantes palestrantes mundiais do Speakers Corner e economista mais influente do Brasil segundo a revista Forbes internacional e uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil segundo a Forbes Brasil.
 
Siga-o no Twitter: @ricamconsult.

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Relacionados