O que recomenda que as cooperativas/empresas não façam? #RicardoResponde

Endividar-se de forma exagerada e a prazos curtos. Além do mau desempenho da economia brasileira em 2015 e da elevação da taxa de juros por aqui, que são certos, há riscos importantes no cenário externo que, se concretizados, poderiam desencadear uma nova crise financeira global, encarecendo muito e limitando temporariamente a oferta de recursos para financiamentos de empresas e cooperativas brasileiras – como o que aconteceu no final de 2008 e início de 2009. Só para ficar nos riscos mais importantes, podemos ter a saída da Grécia e, eventualmente outros países da Zona do Euro, uma eventual saída da Grã-Bretanha da União Europeia, uma crise imobiliária e de crédito na China e o estouro de uma bolha acionária nos Estados em resposta à elevação de juros por lá, sem nem falar em crises em países emergentes, como a Rússia, entre outros.
 
 

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Relacionados