"O Brasil precisa de Internet na veia", segundo o economista Ricardo Amorim

06/2017

Convergência Digital

Por Ana Paula Lobo e Pedro Costa

 

 

A crise vai passar, mas não é simples definir quando ela vai passar, sustentou o economista Ricardo Amorim, que participou da Convenção da Abranet, que aconteceu de 13 a 15 de junho, na Praia do Forte, na Bahia.

 

Em entrevista à Abranet, Amorim afirmou que, hoje, o Brasil está muito voltado para a crise política, para os escândalos de corrução, mas ressaltou: não há país que irá se desenvolver sem Tecnologia da Informação e Comunicações. “Infelizmente, o Brasil não tem TIC como prioridade ainda, mas terá de olhar para a área o quanto antes”.

 

De acordo ainda com o economista, há sinais de otimismo para o desenvolvimento do país, especialmente, o movimento pujante das startups, beneficiado pela ampliação do acesso à banda larga.” Definitivamente a Internet é tudo. Não dá para pensar absolutamente nada sem ter Internet”, sustenta.

 

Amorim vai além ao afirmar que tecnologia é será cada vez mais tudo. Indagado sobre a recuperação da competitividade no Brasil, Ricardo Amorim pontua que será necessário o país capacitar melhor as suas pessoas e, mais uma vez, reforça: “Isso exige Internet na veia”. Assistam a entrevista.

 

 
 

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Relacionados